Cavalheiro e Cavaleiro
Prendedor de Colarinho
Deveres para com todos
Canecas de barbear
Quatro dicas antigas e simples para um barbear perfeito!
Retrospectiva Cavalheirismo. As 10 charges mais curtidas na página do Cavalheirismo em 2014
Fazem-se visitas!

Kit para o barbear tradicional. O que é preciso ter?

Kit para o barbear tradicional
 wet-shave-1
Este é um post sobre um assunto que chama a atenção: o barbear tradicional. Como já foi explicado em outro texto sobre o tema, muitas pessoas pensam que barbeadores modernos e máquinas de barbear são as melhores saídas para um bom barbear, mas fazer a barba é um ritual que vai muito além de cortar os pelos. É um momento de cuidar da pele, de colocar um pós-barba especial e, acima de tudo, de conseguir por meio desse hobby um momento de calma que valoriza a masculinidade. Creio que com um pouco de cuidado é possível perceber que o barbear tradicional é bem superior a qualquer aparelho moderno.
 Nesse primeiro texto, quero tratar apenas do que é necessário para se ter um bom aparato e conseguir um bom efeito. Algumas coisas são mais complicadas de serem encontradas, outras mais simples, mas todas elas juntas se harmonizam para um bom trabalho.

 O aparelho de barbear.

Sem dúvida alguma, para um barbear tradicional com efeitos que esperamos, só posso recomendar três tipos de aparelhos:

1-      Navalha: As navalhas são as mais clássicas, porém mais caras e difíceis de usar, tanto para manter o corte da lâmina, como para aprender a se barbear. É preciso muito cuidado, paciência, prática e… dinheiro. Sendo assim, não recomendo que ninguém comece usando uma navalha, pois pode ser muito perigoso manuseá-la de forma errada. Porém, o resultado de uma barba feita com uma boa navalha é inigualável. Uma única lâmina que faz todo o serviço de cortar o pelo e, com algumas passadas, se consegue retirar o pelo quase na raiz, além de que, com uma única lâmina, o controle também é maior. Entretanto, caso não seja passada de forma correta, a navalha pode causar cortes e irritações na pele, além de não proporcionar um bom barbear.

2-      Navalhete: O navalhete é um aparelho fácil de ser achado, é barato e não precisa de manutenção, pois seu corte é feito por 170811133uma lâmina descartável, ao contrário do fio de uma navalha, que precisa ser assentado no couro. Os navalhetes são uma boa opção para quem quer algo mais clássico e mais semelhante ao barbear de uma navalha. Seu uso também é mais fácil do que o de uma navalha, porém não se iludam, é preciso ter paciência e muito cuidado, pois o corte da lâmina é igualmente perigoso. Mas, com o tempo, é uma das formas que superam em muito qualquer aparelho descartável. Creio que com um lâmina se consiga de 4 a 6 barbeares (já que cada vez se usa meia lâmina).

s_MLB_v_C_f_5064614427_092013
Detalhe de como a lâmina deve ficar no navalhete

3-      Barbeadores de segurança (antigos): São os mais seguros e mais comuns de serem usados, facilitando o barbear rápido sem oferecer perigo. Em muitos casos oferecem um resultado muito bom, porém é necessário que se aprenda a usar, já que em todos esses aparelhos o grau no qual se passa a lâmina é o segredo para se conseguir um barbear rente de verdade.Os barbeadores de segurança costumam ter um preço alto, já que a maioria são antigos e bastante valorizados, porém duram décadas, sem precisar de muito cuidado, a não ser trocar a lâmina descartável a cada 2 ou 3 barbeares. Ao contrário do navalhete, que necessita de bastante cuidado e jeito para se colocar a lâmina, com esses barbeadores não há muito com o que se preocupar. É só colocar a lâmina no local indicado e ela já está regulada para ser usada.



Pincel de Barbear.

Esse é um ponto muito importante. O pincel de barbear tem uma função indispensável: ajuda a amaciar os pelos, a esfoliar a pele, removendo impurezas, e é um bom massageador que prepara a pele para a lâmina. Fazer a barba com um aparelho elétrico é quase como tomar banho a seco, a maioria deles não permite que haja esse cuidado. Pelo que se pode perceber em pouco tempo fazendo a barba da maneira tradicional, existe uma enorme diferença. Muitos homens acabam fazendo a barba no banho, sem um espelho ou sem muito cuidado, mas isso é algo que um cavalheiro deve procurar evitar, pois todo cuidado que se tem consigo é um passo em direção à civilidade. Fazer uma boa espuma com um bom pincel pode ser um bom passatempo relaxante e, muitas vezes de reflexão, já que é quase impossível usar um desses aparelhos antigos com pressa, em baixo do chuveiro, usando qualquer sabonete, sem um pincel, etc. Lamento pelos que acham tudo isso frescura, mas para ser cavalheiro o primeiro passo é ter boa educação e cuidado consigo mesmo.

 Existem dois tipos básicos de pincéis para barbear:

1-      Pincéis de pelo de texugo– São os mais caros e mais difíceis de serem encontrados, porém são os melhores. Existe uma gradação de qualidade entre eles, pois dependendo da textura do pelo e da parte que é retirado do texugo, ele custa mais ou menos. É um investimento para a vida toda, porque quando é bem cuidado e seco dura anos sem precisar de nenhuma manutenção. É fabulosamente macio, produz uma espuma de barbear bem consistente e massageia a pele, deixando nela a impressão de adormecida.

370x3700b2a7c36c079f9c12fce36508e15b048

2-      Pincéis de pelo sintético– São os mais comuns de serem encontrados no Brasil, com preço baixo, porém nem todos são iguais. Vale a pena dar uma boa olhada no tamanho, no cabo do pincel (se é de madeira), ver se os fios são bons, se o pincel é bem cheio, etc. Esses detalhes fazem toda a diferença para a escolha de um bom pincel, mesmo sendo ele sintético. São uma boa opção para quem vai iniciar um barbear tradicional.
 



 
O Sabonete de barbear Creme para barbear
Prarie-creations-shaving-soaps
 Se existe um item que é o X da questão, este item é o sabonete para barbear. Ele é diferente dos demais, é especialmente feito para fazer uma boa espuma, ajudando a lâmina a escorregar melhor sobre a pele. Nesse caso, já digo que espumas prontas e enlatadas em nada se comparam com uma boa espuma feita a partir de um sabonete ou um creme. Particularmente os sabonetes são bem superiores aos cremes para mim, pois formam uma espuma mais densa. Existem marcas que fabricam ainda um sabonete especial para barbear.No caso do Brasil, temos a Granado e algumas pessoas recomendam também o sabonete Phoebo, porque contém bastante glicerina. Os sabonetes importados ainda são raros de serem encontrados no Brasil, mas podem ser um bom investimento. Existem ainda outros sabonetes de barbear de fabricação artesanal que são possíveis de serem encontrados em lojas de produtos de beleza artesanais. Ter um sabonete próprio para o barbear e um recipiente de louça ou de metal é fundamental, pois a ilusão de que fazer a barba é fazê-la no banho é equivocada. Paremos para pensar por um momento como é complicado você usar o mesmo sabonete com o qual limpa o corpo para passar no rosto, um lugar que vai sofrer pequenos cortes, como acontece no barbear. Um sabonete que carrega coisas de todas as partes do corpo, além de ter uma fórmula totalmente diferente da que é necessária para o rosto. Muitos homens tem problemas com pelos encravados, inflamações na pele do rosto e coisas assim e nem suspeitam que a forma como fazem a barba pode interferir nisso. Por isso, tenhamos o cuidado de comprar um bom sabonete de barbear e um local apropriado para ele.

Pedra Hume- É aquele segredinho dos tempos dos nossos avós. A pedra é cicatrizante e está presente em alguns pós-barba. Ela funciona fechando os poros e pode ser usada após cada barbear. Quando feito algum corte, é só molhá-la um pouco e passá-la em cima do ferimento que ela estanca o sangramento. Por isso, penso que sempre é muito bom ter uma. Ela pode ser encontrada na maioria das farmácias, sendo que algumas marcas fabricam pedras próprias para serem usadas no barbear, com o mesmo efeito.

 



Pós-barba.

Ele serve para cicatrizar a pele, hidratá-la e fechar bem os poros. Alguns podem pensar que é coisa de menininha, mas temos que recordar que, para os maridos, se arrumar é quase uma obrigação para com suas esposas e, para os que namoram ou estão esperando a oportunidade, nada que uma fragrância tradicional que recorde os anos 30 e 50 não ajude. Há ainda muitas marcas tradicionais no mercado que cheiram virilidade. Há duas diferença básicas.

 Pós-barba à base de bálsamo– São mais suaves e não ardem tanto na hora de passar na pele. Cremosos e leitosos, são uma boa para quem tem pele seca e quer hidratar, evitando o ardor causado pelos pós-barba à base de álcool.

Pós Barba à base de álcool– São os mais tradicionais, com uma fragrância mais forte. after-shave-splash-floid-black-150-mlPorém não se assustem ao experimentar o cheiro em um frasco, porque o cheiro costuma ser mais suave depois de passado no rosto. Ele costuma dar aquela ardência tradicional e é mais difícil de passar no rosto, pois é líquido. É preciso saber que o álcool resseca muito a pele, por isso no inverno ou para quem já tem problema com pele seca, pode não ser a melhor opção. Mas no calor e para quem sua muito, sabendo passar e secar bem a pele, pode ser uma boa para evitar que ela fique engordurada. Acredito que todos eles eram aplicados comumente nas barbearias e depois se esperava secar. Por isso, tenha sempre esse cuidado e, claro, fique atento para não usar um perfume ou desodorante que misturado com o cheiro do pós-barba fique insuportável.

Bem, senhores, penso que é isso que primeiramente é necessário para se ter um bom kit de barbear. Em futuros posts e vídeos, quero compartilhar mais do barbear tradicional e como usar melhor esses utensílios. Em todo caso, para quem quiser, pode pesquisar mais sobre barbear nos canais já indicados na nossa página do Facebook. É mais simples do que possa parecer, porém um cavalheiro deve ter noção que tudo que é feito exige cuidado e paciência. É assim quando aprendemos a beber uma bebida e a degustar suas diferenças ou quando fumamos um cachimbo e precisamos aprender o jeito. Creio que muitos homens hoje estão interessados em ter uma barba bem feita e isso é algo que chama a atenção, tanto no ambiente de trabalho como em um encontro. É um detalhe que, junto com outros, fazem a diferença!

Um Comentário para: “Kit para o barbear tradicional. O que é preciso ter?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*